domingo, 29 de novembro de 2009

Auschwitz

Hoje fomos aos campos de concentração de Auschwitz e Birkenau situados na cidade de Oświęcim. Durante a viagem de autocarro que dura cerca de 1h15 é nos mostrado um video feito por um cameramen soviético durante a liberação do campo de concentração e aí já vamos sendo preparados para o que haveriamos de ver lá. Auschwitz 1, o primeiro campo que vimos está transformado num museu e muitas das instalações foram reconstruidas depois dos nazis as terem tentado destruir ao tentarem apagar as provas dos crimes que cometeram. Bem, nem sei bem por onde começar... Basicamente foi dito aos judeus que seriam realojados noutro lugar e que deviam levar 25kg de bagagem. Como é que se pode levar todos os pertences importantes com um limite de 25kg? Não se pode, por isso eles levavam apenas o que lhes era mais valioso como as jóias da familia e levavam coisas básicas como pentes, sapatos, roupa, etc. Ao impor este limite de 25kg, os nazis conseguiam que os próprios judeus fizessem uma escolha e trouxessem voluntariamente o que era mais valioso só para que depois lhes fosse roubado.
Mas não chegavam ao campo apenas judeus mas também prisioneiros de guerra soviéticos e ciganos.
No museu em Auschwitz estavam fotografias e maquetes que ilustravam o que se tinha passado ali e no campo vizinho de Birkenau (também chamado de Auschwitz 2 - com muito piores condições que o primeiro campo de Auschwitz 1) Ao chegar todos eram examinados exteriormente e eram enviados ou para a esquerda ou para a direita. Os velhos, fracos, doentes, as crianças, as mulheres grávidas, todos os que não podiam trabalhar eram enviados para a direita, directamente para as câmaras de gás. Os outros que podiam trabalhar seguiam para a esquerda e eram postos em condições miseráveis. Sinceramente miseráveis nem descreve nada daquilo ... Então, todos eles trabalhavam o dia inteiro nas minas de carvão e à noite tinham que lutar pelo seu lugar nas barracas que tinham estes andares com palha.

Em cada um destes andares os prisioneiros, uns autênticos esqueletos ambulantes, amontoavam-se, às vezes até 15 por "cama". Os que tinham força para lutar pelos lugares de cima eram os priveligiados porque os que ficavam em baixo não só levavam com os excrementos dos de cima (devido a incontinência provocada por diversas doenças) como também corriam o risco de serem atacados por ratazanas que segundo as testemunhas, eram tão grandes como gatos e mordiam a cara das pessoas que já não tinham forças para lutar, desfigurando-as. Devido a este facto, os nazis deixaram de fotografar as caras das pessoas a partir de certo ponto porque eram irreconhecíveis...

Outra coisa que me chocou imenso foi ter visto os pertences que tinham sido roubados dos judeus. Haviam salas inteiras com milhares de sapatos, milhares de pentes, milhares de tudo... A pior de todas era mesmo a que tinha uma montanha de cabelo. Tanto mas tanto cabelo que nem dá para imaginar os milhares de pessoas que foram mortos ali. O cabelo era mais tarde usado para fabricar meias para os militares nos submarinos, entre outras coisas.

Foi também em Auschwitz 1 que se fizeram os testes para ver qual seria a forma mais economicamente rentável de matar pessoas em massa. O veneno escolhido foi o zyclon B, um composto químico usado anteriormente para desinfectar as barracas e que mais tarde descobriram que quando a temperatura ambiente subia acima de um certo valor, começava a libertar uns gases que sufocavam e acabavam por matar. Como a temperatura tinha que ser acima de certo valor, os prisioneiros eram enviados às centenas para as câmaras de gás com a promessa que íam tomar um duche. Quando estavam centenas de prisioneiros fechados às escuras dentro das câmaras de gás, o seu próprio calor corporal activava a reacção e em 20min estariam todos mortos...

Outra coisa que me chocou foi os castigos doentios que eram dados lá. Se por algum motivo, alguém conseguisse escapar de uma barraca, 1/10 dos prisioneiros seria imediatamente morto como forma de impedir que alguém tivesse sequer vontade de fugir. Por exemplo, quem ajudasse um prisioneiro condenado à morte por fome tinha que passar 9 dias descalço lá fora, na neve. Isto para homens e mulheres que pesavam 1/3 do peso (ou seja, no caso das mulheres uns 20kg e nos homens uns 30kg) era morte certa e os que sobreviviam ficavam com gravíssimas queimaduras nos pés e morreriam depois.

Bem, podia continuar a contar os crimes que lá decorreram mas não vale a pena e acho que já contei que chegue.

Pensamentos finais: Como é que aconteceu isto em pleno século 20?? Estavamos a falar de pessoas com vidas normais, eram professores, médicos, advogados! Tinham familias, sonhos, eram pessoas como nós mas foram todas massacradas e ninguém conseguiu impedir! Revolta-me imenso que ninguém tenha conseguido impedir o que lá se passou....

Agora que já me vim embora e penso no assunto acho que o lugar tem qualquer coisa estranha que só dá vontade de nunca mais lá voltar apesar de ter lá estado com imensos turistas.

sábado, 28 de novembro de 2009

Passeando pela Cidade

Começámos o dia por irmos comprar os bilhetes para a visita a Auschwitz que faremos amanhã e depois fomos pela rua Grodzka até à Wawel (o castelo). Comprámos os bilhetes e fomos ver o armamento e o tesouro. No armamento o que gostei mais foi as pistolas porque havia tanta variedade! Havia umas que eram pequenas e estavam escondidas numa espada, ou seja, podiam ser perfeitamente usadas de surpresa para enfraquecer um adversário que não estivesse preparado e depois terminar o confronto com a espada propriamente dita. Depois havia as que eram enormes e pareciam uns pequenos canhões (ou snipers) que concerteza não tinham sido projectadas para serem transportadas pelos soldados a pé.
Depois de vermos o tesouro e todas aquelas peças de ouro fomos almoçar a um restaurante tradicional. Escolhemos o básico (achamos nós) da comida polaca e estava tudo muito bom, comemos Bigos, Pierogi, a sopa de beterraba com croquete, entre outras coisas qué já não nos lembramos do nome! No final pedimos ainda sobremesa, mas não agradou a todos! Depois do almoço fomos visitar os principais da nossa Universidade, o Collegium Maius (o edifício mais antigo) e o Collegium Novum (mais recente, e o principal edifício da Universidade de Jagiellonian). Regressamos depois à praça principal, que agora está toda decorada com enfeites de Natal, e com barraquinhas de Natal, com comes e bebes, comida tradicional e alguns souvenirs e outras coisas para oferecer à venda!
Por fim, encontrámo-nos com a Wioleta! Fomos a um bar muito acolhedor e agradável (na verdade já o conheciamos, e gostámos imenso!) Tem um ambiente muito especial à luz das velas, e parece uma autêntica estufa, tudo em vidro, parece que estamos numa esplanada, mas sem o frio! Parece perfeito! Lá bebemos chocolate quente, e o meu pai provou o vinho quente, cheio de especiarias! Falámos durante bastante tempo na conversa, e fica aqui uma foto do ambiente do estabelecimento
O dia acabou em irmos comer um Kebab como jantar, e depois regressámos aos nossos aposentos, onde esperamos estudar polaco ainda um pouco para o teste de segunda!
Miejsce Polska
Durante a conversa com a Wioleta, ela voltou a falar-nos das tradições aqui na Polónia. Parece que aqui, quando se recebem visitas em casa deve ter-se sempre uma garrafa de vódka para o convidado beber! É uma questão de tradição e não de boa-educação! Quando se recebe visitas, há que ter a garrafinha pronta!
Ah, e mais uma coisa, os homens devem beber o copinho de vódka de uma vez só, caso contrário... Digamos que não são considerados homens "a sério" =P

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O dia das línguas e a chegada dos meus pais! =)

Hoje o dia foi marcado por dois importantes acontecimentos, mas comecemos pelo início! Depois da nossa aula de polaco (a última antes do teste), fomos a uma festa que a Wioleta nos tinha falado ontem, a festa das línguas! Segundo ela, uma polaca iria cantar fado em português, e claro que não queríamos perder isso por nada!
Quando lá chegámos, vimos a barraquinha de Portugal e do Brasil a representar a língua portuguesa...
... Cheia de caras conhecidas
Aqui connosco está o Dawid, a Kasia (a baiana de serviço) e o Tomek!
Gostámos muito desta festa, havia barraquinhas representativas das várias línguas, a mostrar um pouco da cultura de cada um dos países. Depois cada país fazia a sua apresentação, no caso do português tivémos uma polaca a cantar o fado (mais abaixo) e depois uma rápida apresentação de slides com fotografias de Portugal e do Brasil e com samba como música de fundo!
A iniciativa foi muito interessante, e foi com muito gosto que vimos uma barraquinha a representar a nossa língua e o nosso país. Só houve uma coisa mal! Muito mal!! Os petisquinhos! Como é? Não havia nada tradicional português! Mas também nós conseguimos compreender...
Durante a festa, conhecemos uma portuguesa da Figueira da Foz (a primeira portuguesa que conhecemos aqui na Polónia!) que está cá a trabalhar e um brasileiro, o Denis, com o qual ficámos a conversar durante muito tempo.
E aqui está o famoso vídeo:
video
Vá lá, confessem! Para além de cantar muito bem engana toda a gente! Ela é polaca, acreditem! lol É pena, não lhe chegámos a perguntar o nome, só lhe perguntámos se ela era de facto polaca lolol O outro acontecimento importante foi que os meus pais e o meu irmão chegaram hoje ao final do dia a Cracóvia para nos visitarem, e claro, para conhecerem a cidade! Deu tempo para dar uma volta rápida ao Rynek (centro histórico) e comer numas barraquinhas de Natal que por lá estavam! Amanhã há mais! =)
Miejsce Polska
Na nossa aula, a professora pôs-nos a fazer um exercício que consistia em preencher espaços em branco de um texto que era a letra de uma música muito popular por estas bandas. Claro, que no final tivémos que cantá-la! =D A música fica no ouvido, e por isso decidimos partilhá-la convosco (na verdade, a música não me saíu da cabeça o dia todo!! =P) Aqui vai ela: http://www.youtube.com/watch?v=pry6OyNxY3M

Conversas na Casa de Chá

Os zebra finches acabaram hoje. A Justyna agora só deve precisar da minha ajuda em Janeiro para uma outra experiência. É curioso que quando realmente nos começámos a dar bem e a falar sem vergonha é quando as coisas acabam. De qualquer forma gostei muito de trabalhar por lá.
Depois da faculdade fomos encontrar-nos com a Wioleta que tinha voltado da Roménia. Ficámos a falar e a treinar polaco numa casa de chá que ela conhecia. A decoração era fantástica, com aquários de água doce, salgada, terrários, estava lá de tudo um pouco.
Amanhã vai haver uma festa com as línguas de todo o mundo e a Wioleta disse-nos que uma senhora polaca iria cantar fado em português por isso vamos levar a máquina de filmar para tentar captar esse momento incrível! Amanhã também chegam os pais da Patrícia que vêm cá conhecer a cidade e passar uns dias.
Pensamento do Dia: A câmara anecóica apartir de hoje chama-se a sala Toblerone com chão de casca de abacate. (Um dia volto lá e fotografo para perceberem porquê mas tenho a certeza que conseguem imaginar)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Zebra finches

O dia foi quase só trabalho e por isso foi bastante pouco interessante e foi passado quase só a apanhar zebra finches para os tentar gravar a cantar. Portanto passei a manhã e a tarde na câmara anecóica com a Joustyna mas ao contrário das outras vezes em que passávamos quase todo o tempo calados e a desesperar silenciosamente por dentro (porque não podemos falar durante as gravações) hoje fartámo-nos de falar sobre tudo e mais alguma coisa! Gostos de musica, filmes, jogos, animais, experiências passadas, nomes em Português, tradições , geografia e cultura portuguesa, etc!
Gozámos com os tentilhões machos que não cantavam, enfim, apesar de tudo, foi um dia bem passado e só para terem uma ideia, começámos às 9 e acabámos às 16:30 e só cantaram 7 machos dos 14 que eram suposto cantar! É simplesmente muito difícil encontrar um par certo entre macho e fêmea (suponho que o mesmo se passa connosco).
Pensamento do Dia: No meio da demência forgei algo a que chamei a "crazy technic"....
A crazy technic é uma técnica secreta usada para apanhar os zebra finches com a rede e é tão eficaz quanto mais crazy fôr a pessoa que a usa!
x=2y+z onde x=sucesso de captura do zebra; y=nível de craziness; z=pouca paciência pela saúde e bem estar dos zebras

Opinião da Dorottya

Hoje ficámos os dois por casa cada um a tratar dos seus afazeres. O dia passou normalmente com a aula de polaco e tudo isso mas o que realmente o marcou foi a conversa que tivémos com a Dorottya, a nossa colega húngara das aulas de polaco. Ela é muito patriota e contou-nos o seu ponto de vista sobre o que aconteceu depois do fim da primeira guerra mundial, ou seja, o Império Austro-Húngaro foi repartido por imensos países de acordo com o tratado de Versalhes e agora era apenas um terço do que tinha sido. Então parece que famílias foram separadas e existem imensos húngaros nos países que fazem fronteira com a actual Hungria. Devido a esta dissolução do império que aconteceu apenas em 1918 (é incrível como tudo isto aconteceu ainda "ontem"!) existe ainda muitas tensões entre os países que surgiram e ficaram com nacos dos húngaros como foi o caso da Eslováquia.

Mapa com o antigo Império Austro-Húngaro

Claro que esta foi a opinião dela e de certeza que para conhecermos a verdade do que realmente aconteceu (se tal é possível) seria preciso ouvirmos a opinião de Eslovacos por exemplo.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Praga

Sábado
A noite de sexta para sábado foi passada no comboio e correu muito bem porque conseguimos ocupar estrategicamente uma cabine onde nos trancámos e por isso dormimos lá em segurança. Pelas 6:58 estávamos em Praga, e depois de levantarmos dinheiro checo e percebermos que afinal o nosso hotel não era onde nós pensávamos, fomos para a Praça Central onde era o meeting point da nossa visita guiada. O meeting point era mesmo muito perto do Relógio Astronómico, um dos pontos turísticos mais famosos de Praga. A visita começava às 10h00, mesmo a tempo de vermos o relógio a tocar.
O nosso guia era o Tom, jovem, muito natural, extrovertido e mostrava imenso interesse e orgulho na cidade que nos apresentava. O grupo era pequeno como convém, sendo formado apenas por nós e um casal de japoneses. Durante a visita guiada ficámos a conhecer um pouco da cidade, a Ponte Carlos, o rio (através de um passeio de barco), o bairro judeu, os sítios "in" e o castelo. A visita guiada incluía ainda um almoço tipicamente checo, que na nossa opinião não era nada de especial. Durante a refeição aproveitamos para nos conhecer um pouco melhor e como não podia deixar de ser falámos de Animé e basicamente a japonesa ria-se de todos os animés que eu tinha visto... Não sei muito bem porquê!
Depois da visita, o Tom ajudou-nos a encontrar o nosso hotel e, entre outras coisas a comprar os bilhetes de eléctrico que se adquiriam nuns quisques muito bem escondidos! Por isso se não fosse ele, nunca os teríamos conseguido comprar!
Depois de jantarmos, voltámos ao centro para uma visita guiada nocturna, chamada Haunted Prague (Praga Assombrada). Esta visita foi dada por um escocês vestido com uma capa negra e transportando uma lanterna para criar ambiente. Embora o grupo fosse muito maior, ele conseguiu pôr toda a gente à vontade e a rir, contanto várias histórias que geralmente se podiam resumir a: Pessoa que tem morte horrível e o seu fantasma anda por aí e quem interage com ele acaba por sofrer as consequências...!
Domingo
Acordámos cedito e fomos comer o pequeno-almoço de uma forma selvagem, ou seja, comer de tudo um pouco porque não se paga mais por isso! Depois de apanharmos um eléctrico qualquer, saímos numa paragem perto do Metrónomo gigante e fomos lá vê-lo.
De seguida passámos pela Ponte Carlos e comprámos umas coisinhas giras e baratas que por lá se vendiam. Um gancho de cabelo em forma de folha para a menina e um íman de um guarda-rios para o menino.
Fomos para o centro, visitámos a torre do Relógio Astronómico, apreciámos a vista sobre a cidade e mais uma vez assistimos à sua grandiosa exibição! Lol Almoçámos, fomos à rua mais movimentada da cidade, e passeámos no castelo durante a noite. Pela cidade é possível vermos alguns animais ou símbolos esculpidos nas paredes das casas. A explicação é simples, antigamente quando as casas não tinham números e as pessoas desconheciam nomes de ruas, a forma de identificar as casas onde ficavam hospedadas era através destas imagens, por exemplo: “Estou hospedado na casa da Ferradura dourada”
Mas existem imensos, como o Leão vermelho, o Urso preto, a Chave dourada, a Águia preta, Etc! O caminho até ao castelo tem óptimos exemplos destes!
Praga é sem dúvida uma cidade muito bonita, ficámos com pena de não termos tido tempo de visitar tudo o que queríamos, mas numa cidade tão grande e tão cheia de coisas para ver e conhecer, o saldo é positivo! Conhecemos imensa coisa em tão pouco tempo, claro que soube a pouco e ficámos com vontade de voltar!

video

video

Miejsce Czech
1- São ainda mais hipocondríacos que os polacos: as farmácias são autênticos supermercados! Nunca vimos tal coisa, há carrinhos de supermercado nas farmácias, acreditem ou não. Só temos pena de não termos nenhuma foto a provar. 2- Comprámos postais, comprámos selos, escrevemos nos postais, mas não os colocámos nos marcos do correio. Porquê? Porque não encontrámos! Nunca nos tinha acontecido tal coisa, não vimos nenhum pela cidade. Na principal estação de comboios (onde existem sempre marcos do correio!) também não havia... Conclusão, regressámos a Cracóvia com os postais nas mochilas! 3- A rede de transportes públicos é óptima em Praga. Existem autocarros, eléctricos e metro pela cidade toda. O problema é mesmo comprar bilhete! Para comprar bilhete é preciso procurar uma tabacaria que os venda, que nem sempre estão abertas. Conclusão: Tivémos que viajar à pica quase todas as vezes!
Pensamento do Dia (de hoje):
Tivémos aula de polaco hoje, na qual a nossa querida professora Kasia nos informou que teríamos teste na próxima segunda-feira... Desejem-nos sorte!!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Fomos para Praga...

...Até já!

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Bolinhos de Chocolate

Sem muito para assinalar, o dia correu normalmente. A Patrícia acabou uma série de lâminas das cebolas e eu fiz o reportório todo do primeiro macho que deu assim mais coisa menos coisa, 308 sílabas. Amanhã vamos para Praga para passar lá o fim-de-semana e felizmente que já conseguimos tratar de tudo, ou seja, conseguimos comprar o bilhete de comboio de ida e volta, conseguimos um hotel perto do centro que ficou só por 30€ por ter sido reservado pela net e conseguimos uma visita guiada de dia inteiro pela cidade! Toda a gente diz que Praga é lindíssima por isso está na hora de irmos lá ver por nós próprios! Segunda-feira traremos notícias!
Outro acontecimento bastante importante que marcou o dia de hoje foi a Patrícia ter feito bolinhos de chocolate no forno da cozinha. Para uma primeira vez sem testar o equipamento nem nada de nada, ficaram bastante bem e já desapareceram uns quantos antes e depois do jantar lol.
Miejsce Polska
Na cozinha, aquele lugar maravilhoso onde se conhecem pessoas de todos os cantos do mundo, conhecemos mais uma polaca que precisava de ajuda com a máquina de lavar roupa porque não sabia em qual divisória devia pôr o detergente. Não que soubéssemos mexer com aquela máquina, mas claro que soubemos opinar alguma coisa e depois de termos dito que devia ser no compartimento maior (porque o mais pequeno costuma ser para o amaciador) lá nos apresentámos:
- And what's your name?
- It's Beata, and yours?
- It's Joã.... it's Pedro.
- Piotr? (o equivalente Polaco)
- No, its Pedro
- Pidró?
- No, its Pedro
- Piédró?
- Ok, nevermind, it's Pio, just that ok?!
Com aquela conversa vimos que é mesmo extremamente difícil para eles dizerem o som do nosso "e" na palavra Pedro porque eles têm o som do "é", o som do "e" (ex: chave) e o som o "i" e não há nada intermédio. O "ão" então é para esquecer lol
Pensamento do Dia: Depois de termos reservado a estadia no hotel lemos uma data de comentários a dizer que o hotel era mau e estava sujo lol.

Twilight

Hoje o dia passou-se como os outros, na faculdade a trabalhar. Porém, algo de diferente fizémos no final do dia! Não sei se em Portugal se passa o mesmo, mas por cá parece que toda a gente adora o filme Twilight, tanto que esta semana vai sair o segundo filme e o cinema principal de Cracóvia está a organizar uma maratona! Vão passar o primeiro e o segundo filme seguidos e a preço de amigo! É claro que a sala (que já agora, é enorme) já está esgotada desde a semana passada! Como não queremos perder os nossos amigos cada vez que dizemos que não vimos o filme, decidimos aventurarmo-nos ... Humm... Na verdade estávamos a morrer de curiosidade para saber porque é que toda a gente ficou louca! =D Portanto, quando saímos da faculdade dissemos para os nossos botões: porque não vamos ali ao clube de vídeo que fica a caminho de casa e alugamos o dito? =O Assim o fizémos. Fizémo-nos sócios, alugámos o filme, viémos para casa e vimo-lo assim que chegámos. De facto gostámos, não estávamos à espera! Só que o fim deixou bastante água na boca, e por isso... Dentro em breve teremos que voltar ao cinema para saciar a nossa sede! Humm... Talvez iremos ao IMAX! =D
Miejsce Polska
Hoje, no laboratório a Paulina pediu-me o meu nome para me procurar e adicionar no Facebook. Dei-lhe o meu nome todo e ela ficou muito surpresa com o tamanho! Estive a explicar-lhe porque é que o nome era tão comprido, e ela achou muito interessante darmos tanta importância ao nome da família! Os polacos têm nomes muito curtos, o nome completo dela é Paulina Jannik! Sinceramente prefiro os nomes à moda portuguesa! =P Pensamento do Dia: Finalmente encontrei adoçante à venda!! o_O

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Um dia como os outros

O dia hoje foi perfeitamente banal e como já não fotografava à bastante tempo, aqui ficam as fotos que sairam do passeio à beira rio, depois da aula de polaco
O balão acende-se de vez enquando. Existem por aqui uns barcos transformados em restaurantes. Finalmente consegui fotografar como deve de ser o raio do dragão enquanto mandava fogo. Não sei porquê mas durante o dia é impossível apanhar a chama por isso teve que ser à noite! A Lua artificial de Cracóvia
Pensamento do Dia: A aula de polaco hoje não foi das melhores porque a professora Eva tem uma forma bastante confusa de dar a gramática. Ou seja, escreve no quadro exemplos e vai apagando coisas à medida que escreve por isso não dá para copiar nada e o pior é que a explicação vem sempre em polaco por isso se não percebermos da primeira vez vai ser bastante difícil perceber da segunda! Mas por outro lado, gostamos muito da forma de dar a aula desta professora porque ela pôe-nos completamente à vontade por usar jogos para nos ensinar. (ex: hoje fizémos um jogo rápido com dominó para perceber o significado de algumas palavras para designar membros de uma família)
Já por outro lado, a (outra) professora Kasa tem um método completamente diferente de ensinar que consiste em arrasar-nos com perguntas e exercícios (o que nos deixa constantemente em estado de alerta) mas a explicar as coisas, explica muito bem e nós nunca ficamos com duvidas.
Dito tudo isto, o ideal será um professor que consiga combinar estes dois estilos de ensino. Por um lado deixa os alunos à vontade mas por outro consegue esquematizar tudo e explicar as coisas bem e à primeira.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Folk Show!!

O dia começou cedo comigo a ir ter com a Joanna para me ajudar com a estatística necessária para tratar dos dados das vocalizações. Não se avançou muito mas um pouco é melhor que nada. Depois fui ajudar a Joustyna a apanhar os passarocos para a experiência dela e passei a manhã a apanhar tentilhões, pesá-los, ver a anilha, segurá-los, etc. Foi giro mas repetitivo. Depois do almoço fui avançar mais um pouco nas vocalizações e lá pelas 3:10 estávamos a caminho da aula de polaco que foi um daqueles massacres com perguntas orais e exercícios durante a hora e meia que durou. De seguida encontrámo-nos com a Paulina e a Edyta, a primeira é colega da Patrícia lá do laboratório e já nos encontrámos com a segunda porque ela fez erasmus em Coimbra e tinha saudades de falar português com alguém. Então a Edyta tinha conseguido dois bilhetes para um espetáculo tradicional de música e dança e foi-nos lá entregar. Infelizmente só conseguiu mesmo dois bilhetes por isso só fomos nós os dois já que elas disseram que teriam concerteza melhores hipoteses de voltar a vê-lo ao contrário de nós. Fomos então para Nowa Huta só com os bilhetes na mão e sem saber mais nada. Chegámos lá e perguntámos as direcções (em polaco claro) a dois rapazes que por lá passavam. Eles ao fim de muito pensar disseram-nos as direcções (em polaco claro) e nós não percebemos quase nada por isso perguntamos-lhes (em inglês desta vez) se sabiam falar inglês ao que eles disseram que não. Como tinham percebido o que nós tínhamos perguntado era óbvio que pelo menos percebiam mas deviam ter vergonha de falar. De qualquer forma lá nos orientaram na direcção certa e quando lá chegámos já passavam 40min do começo. Não foi grave porque ainda assim vimos a segunda parte inteira que durou uma hora praí.
Ora segue-se uma breve discrição do espetáculo:
É uma granda confusão com imensa gente em palco a toda a hora.
É muito bonito e está toda a gente vestida com trajes tradicionais e as senhoras mandam uns guinchos aqui e ali enquanto que os senhores mandam uns assobios.
Dançam pessoas de todas as idades.
Existiam molduras gigantes em palco e de um lado estava uma banda a tocar música e do outro íam pousando grupos inteiros que não se mexiam, por isso pareciam mesmo uma fotografia gigante a 3D.
Os homens gostavam muito de fazer proezas físicas provavelmente para impressionar as senhoras.
As músicas e danças são muito alegres, deixam qualquer um com vontade de ir pular para o palco! =D

Infelizmente, não pudémos filmar nem tirar fotografias durante o espectáculo, como devem calcular, por isso deixamo-vos aqui esta fotografia sacada da net com o traje feminino da zona de Kraków. Durante o espectáculo mostraram muitos trajes e danças tradicionais, mas na nossa opinião o traje de Kraków é o mas colorido! O que acham?

Miejsce Polska
Hoje a caminho da aula de polaco passamos por uma Cukiernia (Pastelaria) para comer qualquer coisa como lanche. Vimos algo com o aspecto de pãezinhos de chocolate, e claro, pedimos!! =D Imaginem o que é levar algo à boca a pensar que é pão com chocolate e afinal é... Pãozinho com doce de framboesa o_O Foi uma enorme desilusão devemos confessar! Pensámos por momentos que em Portugal tal coisa nunca aconteceria, os pãezinhos ou croissants com recheio, ou são de doce de ovos, ou são de chocolate! Nunca de outra coisa "estranha"! Enfim, novas experiências!
Pensamento do Dia: Numa conversa com o meu primo ele disse-me algo que achei muito importante. Ele disse assim:"As viagens são o maior investimento que podemos e devemos fazer em nós". Sem duvida que ele tem razão.

domingo, 15 de novembro de 2009

Um dia dedicado à Fotografia!

Hoje o dia foi dedicado à Fotografia.
Primeiro fomos ao museu da História da Fotografia que conta a evolução da arte desde o início onde uma câmara não era mais que um caixote com um buraco até às câmaras com duas objectivas que permitiam o controlo da fotografia durante a exposição. Ficámos a saber que as fotografias quando ainda não eram a cores eram pintadas por cima, com aguarela, guache ou a óleo de modo a dar algum realismo às fotografias. Outra coisa gira foi que no início da fotografia de natureza, era obrigatório ir fotografar com um carregador atrás já que o equipamente de fotografia pesava cerca de 50kg! É incrível como as coisas mudaram tanto e ao mesmo tempo continua a ser uma pessoa a carregar num botão para retratar um pedaço da História.
Depois do almoço (que não sabemos como, quando acabou já era noite cerrada!!) fomos a uma exposição de fotografia de jornalismo da World Press Photo. As fotografias eram espectaculares, não deixavam ninguém indiferente, eram muito tocantes e faziam-nos pensar. Eram fotografias muito recentes, que retratavam a guerra, a descriminação, a política, o desastre financeiro, desporto, e felizmente um pouco de fotografia de natureza, entre outras coisas menos sérias. Claro que as fotografias de guerra e de desastres naturais eram as mais pesadas, mostrando o desespero humano e atrocidades da forma mais crua, sem disfarces.
Acho que vale a pena irem ver: www.worldpressphoto.org (as fotografias que fomos ver estão a meio em baixo como Winners Gallery 2009) Pensamento do Dia: O que significa realmente a Fotografia? Por um lado é a decisão de alguém de congelar uma parte da história para poder ser sempre recordada. Como as coisas estavam é como aparecem na fotografia, por exemplo, se a pessoa fotografada tinha os olhos fechados ou a boca aberta, paciência. Por outro lado pode ser para transmitir uma mensagem ou um sentimento muito preciso ou até como uma forma de expressão artística. Ao ver as máquinas fotográficas do museu senti-me como um visitante do futuro que trazia uma tecnologia inteiramente nova e com a qual aquelas pessoas das fotografias nem sequer poderiam imaginar! É incrível como as coisas mudaram tanto e nem dá para imaginar para onde irão a seguir!

sábado, 14 de novembro de 2009

2012

Hoje encontrámo-nos com o Serhiy e antes de irmos para o cinema Kijów comemos uns calzones muito bons. (uma espécie de pão feito de massa de pizza e com recheio de ingredientes de pizza) Quanto ao cinema em si, aquilo era num daqueles cinemas tradicionais, fora dos centro comerciais e onde só existe uma sala que é gigantesca e tem um ecran a condizer. Conseguimos lugares mesmo no meio da sala e fomos ver o filme 2012. O filme basicamente conta a história do fim do mundo com imensos efeitos especiais à mistura e a história é contada com todo o exagero e cenas tipicamente desnecessárias de Hollywood. (as frases que se seguem contam pormenores do filme por isso se quiserem mesmo ir ver o filme sem saber nada de nada, não leiam o resto).
Houve lá umas quantas coisas que nos fizeram imensa "comixão" e entre elas foi terem andado a recolher animais muito ao estilo da história da Arca de Noé e quais foram os animais escolhidos? uma giraja, um elefante, um gorila, enfim, mamíferos grandes e carismáticos! Ora de que vale salvar animais se os ecossistemas onde eles se inserem já não existem?
Outra coisa foi ter morrido assim do nada uma das personagens importantes e quem devia ter ficado afectado com isso parece que a esqueceu em segundos!
Basicamente o filme parece uma série de acontecimentos péssimos e extremamente improváveis uns a seguir aos outros e ficamos com a sensação que quem fez o filme não tinha nenhuma mensagem a
transmitir (ou então queria transmitir que tudo é por acaso!).
Miejsce Polska

Hoje fomos a Nowa Huta, não para fazer turismo, mas para tentar comprar roupa! Fomos a um sítio que segundo a Wioleta, todos os habitantes de Cracóvia conhecem para fazer compras por ser barato, e lá fomos! Chama-se Tomex, e é uma autêntica feira, com barraquinhas e feirantes. A diferença é que não tem ciganos e a "feira" é como se fosse um centro comercial ao ar livre! Tem de tudo e funciona durante toda a semana. Infelizmente não encontrámos nada do nosso agrado e saímos de lá com as mãos a abanar... Mas já deu para conhecer uma zona da cidade inexplorada!

Pensamento do Dia: É impossível escolher de forma justa quem se vai salvar e quem vai ser deixado para trás. Como é que se decide quem merece viver? No filme tiveram que fazer essa decisão e basicamente sobreviveu quem tinha dinheiro para comprar o seu lugar. Talvez uma forma justa seria fazer uma selecção completamente aleatória e assim tinha-se uma boa probabilidade de tirar uma amostra representativa da sociedade. Este raciocínio poderia continuar e no final acho que a conclusão seria sempre que não há forma realmente justa de decidir sobre a vida de alguém.

Dziewięćdziesiąt Dziewięć

Boas noites caros bloguistas, leitores e visitantes menos frequentes.
Sexta-feira, dia de aula de polaco mas desta vez foi de duas horas e por isso, antes de entrarmos estava bastante nervoso por duas razões. Primeiro porque achava que não tinha estudado que chegue e porque pensava que ía ser a Kasia (a professora que arranca a aula logo em quinta e começa com perguntas tramadas) mas para muito meu agrado, foi a Eva (a professora que dá a aula descontraidamente e ensina fazendo jogos com os alunos). Portanto a aula correu muitíssimo melhor do que aquilo que eu imaginava e desta vez a professora teve a ideia genial de fazer o seguinte jogo:Tínhamos acabado de aprender a dizer 30, 40, (...), 100 por isso o jogo era o do telefone estragado, ou seja, a professora mostrava um número escrito num papel a um dos alunos e depois esse tinha que dizer ao ouvido do que se seguia o nome do número em polaco e este em segredo ao ouvido do que se seguia e por aí adiante até chegar ao fim da linha. Aí o ultimo aluno tinha que escrever no quadro o número que julgava ter ouvido. Como devem imaginar isto gerou imensas rizadas porque dizer por exemplo 99 é nada mais nada menos que dziewięćdziesiąt dziewięć! Muito giro e depois desta aula animada fomos para a bela da faculdade tratar de micorrizas e canções de melro. Na hora do jantar voltámos a falar com o Sergi que afinal não é nada assim que se escreve porque ele quando veio ao nosso quarto disse que se escrevia Serhiy. Mas então já combinámos amanhã almoçar com ele e irmos ao cinema depois ver o 2012 =P
Miejsce Polska
Claro que nenhuma das fotografias é minha.
Apresento-vos o pomelo, uma fruta grandalhona muito popular por estas bandas (pusémos a foto do gato para terem ideia do tamanho lol) que foi para nós um grande mistério mal a vimos pela primeira vez à venda no supermercado. Ao que parece este citrino foi cruzado com a laranja para dar origem à toranja. Nunca provámos mas se foi dele que a toranja foi buscar o amargo, dispensamos!
Pensamento do Dia: Juán + Jean = João
Já nos tinham dito que o português parece uma mistura entre espanhol e francês, porém hoje tivémos a confirmação! Mais uma vez na aula de polaco ninguém sabe dizer "João" correctamente, e depois de muitas tentativas eles concluíram que é uma mistura entre o Juán espanhol e o Jean francês! Enfim, estrangeiros!

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Um dia sem sal, um post insonso

Hoje foi um dia bastante sem sal. A única coisa de diferente foi termos ido ao nosso primeiro seminário (em inglês claro) sobre selecção sexual em Peito-carmim (ou scarlet rosefinch como ela lhes chamava). Ora aquilo foi tudo girito mas o que eu gostei mais foi de uma pergunta feita por um dos professores que assistiam. Basicamente ele perguntou se no estudo feito, tinham tido em conta que existem duas estratégias adoptadas pelos machos que são:
1: gastar energia a defender o território e proteger a sua fêmea.
2: ser oportunista e tentar conseguir uma fêmea sem lutar com outros machos.
Então quem esteve o tempo todo a falar de molecularisses e genes e alelos não tinha tido em conta uma coisa tão simples e por isso basicamente tudo aquilo podia estar errado...
Depois do seminário lá continuei com as minhas vocalizações. Só mesmo para dizer o que já fiz, estou e ainda vou fazer. Estive a marcar as canções todas de todos os machos para se poder saber o tamanho médio das canções destes, quanto tempo por minuto gastam a cantar e a frequência base. Agora ando a ver o reportório dos machos que há-de ser a coisa mais gira mas ao mesmo tempo mais demorada porque cada um destes passarocos deve saber uns 350 elementos diferentes. Quantos ao certo é algo que eu vou tentar saber! Claro que para as fêmeas, quanto mais, melhor!
Depois de ver o reportório dos bixos, já terei quase tudo feito e posso só ver quantos elementos por canção é que cada macho tem mas só assim na desportiva :P
Agora o que me animou é que parece que segunda-feira a Joanna disse que me ajuda com a estatística para o que eu já fiz, ajuda essa que será muitíssimo bem vinda!
Miejsce Polska
Devemos confessar que tem sido cada vez mais difícil preencher esta secção dos nossos posts porque estamos já tão habituados que nem notamos o que é diferente.
Pensamento do Dia: Os Ucranianos percebem o russo mas os Russos não percebem ucraniano. Faz lembrar nós com os espanhóis não?

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O Dia da Independência

Hoje é feriado! A Polónia comemora 91 anos de independência, e nós fomos ver como é que os polacos comemoram a data! Não nos surpreendeu que a festejassem a sério, parece que o povo polaco leva as tradições a sério, e assim que saímos de casa, apanhámos um autocarro com as bandeiras da Polónia à frente! Não há dúvidas, eles aqui festejam a sério! Fomos então até à zona do centro, pois sabíamos que iria haver um cortejo muito bonito (a Wioleta disse-nos, muito obrigada!) e nós não o poderíamos perder! O centro estava bem bonito, as principais ruas todas decoradas com bandeiras e figuras a ilustrar este dia importante! Havia pessoas vestidas de branco e vermelho, alguns vestidos de camuflado (pois as comemorações são essencialmente militares), quase toda a gente trazia bandeirinhas oferecidas por raparigas na rua, assim como papéis com letras de músicas sobre a independência polaca, autocolantes com a bandeira, enfim! As pessoas levam isto a sério! Ficam aqui as imagens, esperemos que gostem, pois nós adorámos!
Ah, o resto do dia foi passado em casa a trabalhar e a refugiar-nos da chuva lá fora!
Miejsce Polska
Mais Polska?! Ora essa, o post foi todo Miejsce Polska! =P
Pensamento do Dia: Hoje choveu todo o dia e ao que parece não há grandes chovadas por estas paragens (a Wioleta diz que só há no Verão o_O) ou seja, por aqui é frequente chover com pouca intensidade e durante muito tempo e é isso mesmo que está a acontecer agora. Se chover amanhã, será o terceiro dia consecutivo de chuva sem parar.
Pensamento do Dia2: Hoje foi dia de S. Martinho e não vimos castanhas :(

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Tá de chuvisco

Ora muito resumidamente, houve faculdade de manhã e aula de polaco da parte da tarde! A nossa professora das terças-feiras é muito animada e pôs-nos a fazer mimica para adivinharmos as profissões (em polaco, obviamente!) que cada um estava a tentar imitar! Foi divertido, uma forma diferente de ter aula! Depois disso era suposto irmos ao museu da universidade, mas como já estava noite (apesar de termos saído às 16h!) e estava um tempo ranhoso (choviscou o dia todo), decidimos vir para casa fazer uma canjinha de galinha (sem galinha! =), na cozinha voltamos a encontrar o Sergi e conhecemos o colega de quarto dele, o Tiago (brasileiro). Voltámos a conversar, mas desta vez por pouco tempo! Contudo deu para perguntar se ele tinha ido à net ver o Luffy, e ele confirmou que são de facto parecidos! =D
Miejsce Polska
Para quem não sabe, há imensas "Apteka's" espalhadas pela cidade fora, e quando digo imensas é mesmo uma em casa esquina! O que é uma Apteka? É uma farmácia! Pois é, parece que os polacos são hipocondríacos (e quem o diz isto são eles próprios!) e adoram comprar medicamentos. O que nos surpreendeu é que de facto existem mais farmácias do que lojas para comprar comida, por exemplo! Estão por todo o lado... Aliás, segundo este anúncio que vimos no jornal METRO polaco, parece que funciona quase como uma espécie de supermercado de medicamentos!
Parece que esta tem os melhores preços da cidade! =D lol

Pensamento do Dia:

Um dos amigos da Wioleta e do Tomek (o Dawid) disse-nos que costuma viajar à boleia! E mais, disse-nos que ele e algumas colegas foram da Polónia para Portugal à boleia nas férias! (Vês Adriana, é possível viajar e gastar pouco! :D) As vantagens: conhecem mil e uma pessoas, não gastam dinheiro em transportes e é uma grande aventura!! As desvantagens: para além de demorar muito tempo e não saberes em que carro te estás a meter, se não falares a língua do condutor e ele não perceber inglês, é uma viagem um pouco chata! O Dawid disse-nos ainda que amanhã (feriado na Polónia) iria para Praga com uns amigos à boleia! Nós, que também queremos ir e já vimos os preços da viagem, percebemos perfeitamente porque é que este pessoal prefere viajar à boleia! Convenhamos que ficámos com um pouco de vontade de experimentar mas... Não falamos polaco nem checo!! =P Fica para a próxima!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Bate-papo na cozinha

Mais um dia regular, de manhã faculdade, à tarde um pouco de faculdade e no final da tarde aula de Polaco com a nossa querida professora Kasia. Não estou a ser irónica, ela é querida e boa professora... Mas a aula ainda não começou e começa a disparar perguntas em Polaco, perguntas essas cada vez mais difíceis, claro! E se não respondemos no segundo seguinte, ela insiste até ficarmos nervosos, embaraçados e com vontade de fugir! =D Mas bom, sentimo-nos em casa! Afinal os nossos colegas reconfortam-nos, estamos todos na mesma posição: não percebemos polaco, polaco é difícil, mas nós queremos aprender!!
Depois da aula, regressamos a casa e como o tempo voa, tivemos tempo de ir fazer o jantar e pouco mais! Digamos que o ponto alto do dia, foi mesmo na cozinha (novamente!). Já percebemos porque é que esta residência não precisa de sala de convívio, a cozinha é perfeita! Temos que ir cozinhar e ficar lá, e durante esse tempo ficamos a falar com alguém até o cozinhado ficar pronto! Felizmente que hoje a companhia foi das melhores! Não sei se se lembram do Sergei, o ucraniano, na verdade ele chama-se Sergi (porque o nome dele é ucraniano, e não russo!). Bom, tivemos um valente "bate-papo" enquanto cozinhávamos o nosso prato veggie. O Sergi é muito simpático e alegre, põe toda a gente à vontade. Está a estudar direito (quem diria! - sem querer ofender ninguém! =p) e está em Cracóvia a fazer algo que não é Erasmus, mas é como se fosse! Ou seja, ele veio para cá fazer algumas cadeiras que lhe interessam, mas não fazem parte do curso em si, se bem percebemos! Algo complicado! Depois de tanta conversa, no final oferecemos-lhe um pouco do nosso salteado de legumes, visto que o jantar dele iria ser umas salsichas cozidas e arroz com manteiga! Lógico que ele aceitou com prazer, esperemos que tenha gostado!
Miejsce Polska
A mim pareceram-me ser Corvos-marinhos! Isto pode ser estranho por uns quantos motivos: estão a voar em formação e a grande altitude (na ilha da Berlenga nunca faziam tal coisa) e estamos bem longe do mar (já não é tão estranho porque vimos vários em rios na Bélgica) Se não forem Corvos-marinhos então sinceramente não sei o que poderam ser!
Pensamento do Dia: O Sergi é a personificação do Lufy, personagem principal do animé One Piece. Ele está sempre a rir, usa calções azuis e t-shirt vermelha. Só lhe falta mesmo o chapéu!

domingo, 8 de novembro de 2009

Sábado Selvagem e Domingo Cultural

Sábado
O plano era irmos de manhã até um convento que está rodeado por floresta (zona de Bielany). Então inventámos umas sandochas e pusémo-nos a caminho, acabando por almoçar num muro com vista para o rio. Depois de chegarmos lá pusémo-nos à procura de onde pudesse ser a dita floresta e como só se via umas torres de igreja lá ao fundo, fomos nessa direcção pois parecia ser a melhor aposta.
Andámos e a certa altura virámos por uma estrada que parecia abandonada mas que felizmente nos levou até ao convento que também estava ele próprio abandonado (ou parecia).
Depois de vermos que não havia nada para ver aí, decidimos tentar fazer um percurso pedestre que vinha assinalado ali ao lado e assim foi. Como as folhas tinham caído quase todas e as que não tinham caído ainda se mantinham amarelas nas árvores, a paisagem estava espetacular e deu para tirar o que na minha opinião, foram boas fotografias! Que é que vocês acham?
Depois do percurso regressámos a casa para tomar um duche e nos irmos encontrar com o Ricardo ao pé da Wawel. Quando o apanhámos, fomos os três comer uma bela de uma zapiekanka (ver posts anteriores, não sei bem qual é) de frango que, como já seria de esperar, estava imensamente boa!
De seguida fomos ter com a Wioleta e as amigas dela que também estão a aprender a história, língua e cultura portuguesa e depois de sabermos onde ía ser a festa, fomos "levar" o Ricardo à casa onde ele estava hospedado. De regresso ao clube (chamado The Legends) entrámos e descemos para a cave como é tão costume nos bares e discotecas situados no centro de Cracóvia. O ambiente era fixe e para começar bebemos a meias um Mojito e um Cuba Libre (ao que parece, vestígios da festa do Avante). Depois um Tatanka que não era mais que um pouco de Vodka com sumo de maçã. Gostámos de todas as bebidas provavelmente por não terem quase alcool nenhum e deu para estar ali a falar de tudo e mais alguma coisa. O que mais nos marcou naquele clube foi mesmo o que se seguiu, pois fomos todos para uma pista de dança onde estava a passar velhos clássicos dos anos 70, 80 e 90. Ora nunca pensámos ver toda a gente aos saltos e a enlouquecer ao som de Bon Jovi! Ou a dançar loucamente a ouvir Queen! Foi mesmo muito estranho porque não estávamos mesmo nada habituados a dançar ao som daquele género de musica, apesar de estarmos acostumados a ouvi-la!
Miejsce Polska
Como devem imaginar, a cerveja aqui é bem diferente da nossa, para começar não há "mini's", mas sim o exacto oposto e a cerveja bebe-se "morta". Mas o mais engraçado é a forma de beber cerveja: as meninas bebem-na com palhinha, como se estivessem a beber um refresco!
Pensamento do Dia:"Quando for grande quero ser viajante"

Isto porque a Wioleta teve a contar-nos uma história de umas pessoas que ela conheceu e que basicamente pouparam dinheiro durante vários anos, pediram um empréstimo ao banco, apareceram na televisão polaco e tudo isto para quê? Para fazer uma viagem à volta do Mundo! Pois é, parece que estão neste preciso momento a fazê-la e (só para descerever assim por alto o percurso que vão fazer), começaram pela Turquia, depois foram aí pela Ásia a dentro e depois desceram para a Australia, atravessaram o Pacífico para a América do Sul, subiram aquilo até à América do Norte e voltaram para a Europa! Estou a falar no passado mas na verdade não faço ideia em que fase da viagem é que eles vão, visto que a viagem está prevista durar 4 anos!! Só sei que não me importava nada de ter uma aventura dessas um dia destes!

Domingo

Para (tentarmos) pôr o sono em dia, acordámos só às 10h e combinámos encontrar-nos com o Ricardo às 12h para irmos a um museu que nos tinha sido recomendado muitas vezes. Então por volta das 12h encontrámo-nos com ele e com uma amiga alemã que se chama Karoline e fomos ao dito museu (que por ser domingo foi grátis eheh :P) O museu tinha de tudo um pouco mas a parte do armamento e das pinturas eram mesmo espetaculares (também tinha uma secção de arte grega e peças egípcias muito gira)

O realismo de algumas das pinturas era mesmo incrível!

Sim, havia lá espadas que pareciam maiores que os soldados que as empunhavam lol. Agora não sabemos é se eram realmente para serem usadas em batalha ou se era apenas para assustar o inimigo e esperar que ele fugisse, evitando assim o confronto. :P

A Patrícia na secção de arte sacra.

Um canhãozinho "portátil"

Apesar de não saber muito bem para quê, quero um destes como prenda do Natal!

Esta é uma cópia da jóia da coroa deste museu. A pintura original chama-se Senhora com Arminho e foi emprestada para outro museu, mas se bem percebemos, a única coisa que tem de diferente desta cópia é a côr de fundo que é negra e não azulada. O original foi pintado por nada mais nada menos que Leonardo Da Vinci.

"Potezinhos" gregos.

Espero que não haja nenhum grego a ler este blog porque concerteza ficaria ofendido.

Miejsce Polska

Este é um brinquedo para os miudos brincarem no parque da cidade. Como podem ver, ele senta-se e ao mexer nas duas alavancas controla a pá da escavadora.

Pensamento do Dia: Hoje não pensámos :P